5 de agosto de 2020
Diretoria do SINPOL altera estatuto de forma arbitrária e exige que policiais se filiem 12 meses antes do pleito

Diretoria do SINPOL altera estatuto de forma arbitrária e exige que policiais se filiem 12 meses antes do pleito

Assessoria jurídica da ASPOL/PE está analisando a reforma do estatuto para avaliar a medida judicial mais cabível.

23.12.2013

 Presidente e Diretores do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL/PE) querem bis. É com esta ambição que imoralmente modificaram um ponto extremamente estratégico do estatuto da entidade sem a comunicação e anuência da categoria: o prazo máximo para a filiação dos policiais civis ao Sindicato para que tenham o poder de voto nas próximas eleições de 2014. Antes, os servidores poderiam se filiar em até 6 meses antes das eleições para a diretoria do SINPOL/PE. Agora, são necessários 12 meses de antecedência para que isso ocorra.

Diante dessa manobra torpe da diretoria do Sindicato, a Associação dos Policiais Civis de Pernambuco (ASPOL/PE) gostaria de reforçar a todos que não podemos desistir da bandeira pelos direitos dos policiais civis de Pernambuco. Devemos persistir a todas as artimanhas do SINPOL/PE e nos unir para fortalecer a chapa de oposição à atual diretoria, bem como para evitar que o cenário das eleições passadas se repita no pleito de 2014.

Acreditamos que, com os sindicalizados, é possível a vitória da verdadeira chapa de oposição, bastando que os policiais civis sindicalizados votem na nossa chapa “RESGATA SINPOL/PE”. Temos condição de traçar nossas próprias diretrizes, nossos próprios rumos, bastando consciência e espírito elevado. O atual corpo-diretor do Sindicato não quer nada disso, e sim mesquinharia, por isso a ojeriza de metade dos atuais filiados em votar, em comparecer às assembleias, em exercer a sadia política sindical, questões espelhadas na inocorrência de novas filiações.

Agora, o que vai valer é a consciência de cada um. Permanecer com um Sindicato inócuo, estagnado nas ideias de seus dinossauros, que só trouxe prejuízos para a categoria, ou dar continuidade a um trabalho sério e comprometido com os interesses da classe.

Luta da ASPOL/PE - Ao longo de três anos de luta, a ASPOL/PE conseguiu conscientizar o servidor sobre seus direitos a fim de que o mesmo não estivesse permanentemente submisso aos atos arbitrários da administração pública, sentimento nunca despertado pelo Sindicato durante sua existência.

Nossos trabalhos estão a olhos vistos. Muitos desafios já foram galgados e avançamos notoriamente no sentido de promover e reivindicar os direitos da categoria, sobretudo os negligenciados pelo Sindicato que a representa. Tivemos coragem e boa vontade para defender os interesses dos nossos associados, sem distinção de causa. Somos comprometidos com o que fazemos. Isso ninguém pode negar.

Por outro lado, analisemos o que até hoje nosso SINPOL/PE nos fez de bom? Qual a benesse trazida por ele à classe? As respostas às perguntas acima já demonstram a todos que precisamos de mudanças, já!

Manobras – A fim de manter o cenário atual, os dirigentes do Sindicato apostam no índice de abstenção das eleições passadas, cerca de 50%, uma vez que as novas filiações foram inexpressivas até o momento. Com visto, essa é mais uma vilania, mais uma aberração, mais um despautério praticado contra o servidor-policial, mas que somente grassará diante do silêncio, da falta de consciência e da postura da Classe, quedando-se à neutralidade e a uma compostura incoercível de nada fazer, consubstanciando a dominação de uma minoria caçadora de benesses, que só pode ser despejada através do voto livre e consciente.

Admitindo-se que superada escolástica da maldade pela maldade permaneça ou pior, que ela ceda lugar à maldade profissional e inescrupulosamente qualificadamente e remunerada, é quadro irremediável de submissão, de medievalismo, de escravocracia, conceitos que não podem nem devem permanecer em nosso meio! Marinho fez sua aposta modificando o estatuto. Contudo, em nossa visão, ele cuspiu para cima, pois conta com a permanência e com a estagnação do antigo cenário, questão que provavelmente se modificará por simples ato de inteligência.

Fora Marinho! Para convalidar a perda dos quinquênios, vote Marinho; para jornada das 40 horas, vote Marinho; para redução da gratificação do risco da função policial, vote Marinho; para pendência de pagamento de horas extras, vote Marinho; para mais achatamento salarial, vote Marinho; para engessamento do PCCV, vote Marinho; para pífio resultado das campanhas salariais, vote Marinho!

Sobre ASPOL/PE

ASPOL/PE
Escreva uma minibiografia para constar no seu perfil. Essas informações poderão ser vistas por todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top