15 de setembro de 2019
Corpo Jurídico da ASPOL/PE conquista arquivamento de PAD por acusações falsas contra policial de Arcoverde

Corpo Jurídico da ASPOL/PE conquista arquivamento de PAD por acusações falsas contra policial de Arcoverde

Advogados alinharam defesa na inexistência propriamente dita da infração, o que foi acatado pelo Corregedor Geral da SDS.

14.05.2015

Composto por treze profissionais renomados, o corpo jurídico da Associação dos Policiais Civis de Pernambuco (ASPOL/PE) atuou de forma brilhante na conclusão do Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) nº 10.107.1020.00028/2012.1.2. O processo tinha como imputado o comissário de polícia Bartolomeu Beltrão de Farias Filho.

Na defesa apresentada, os advogados da ASPOL/PE demonstraram à comissão que o policial civil depositou o valor da fiança que recebeu do autuado e não um valor menor, como denunciado.

Segundo a advogada Drª Emmanuele Gusmão, “o noticiante foi o Poder Judiciário, que em ouvidas contraditórias do autuado sobre o valor da fiança notificou a Corregedoria da Secretaria de Defasa Social (SDS). O trio da comissão do PAD, em exemplar atuação, requereu o arquivamento do feito por inexistência da infração ao comprovar o desequilíbrio emocional do autuado”.

Sobre ASPOL/PE

ASPOL/PE
Escreva uma minibiografia para constar no seu perfil. Essas informações poderão ser vistas por todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top